A Peleja da carne contra o Espírito – Romanos 7:14-25 – Pr. João Luiz de Amorim – 22/10/2021

A Peleja da carne contra o Espírito – Romanos 7:14-25

Introdução:  Quando o homem nasce ele já vem com a semente do pecado dentro de si. Mas quando ele aceita JESUS como seu suficiente Salvador, o Espírito Santo passa a habitar em sua vida. Ele passa ter em sua vida a graças de Jesus.

– Essa semente do pecado continua no interior do crente salvo. O crente carrega dentro de si a semente do pecado e a graça de Deus.

–   Importante é o crente escolher qual vai alimentar. A graça ou pecado

– Se nós buscarmos a Deus, a graça vai crescer em nossas vidas, e vai vencer (sobrepujar) a natureza pecaminosa.

– Mas se nós relaxamos e não buscar a Deus e não mantermos uma comunhão plena com Deus, a natureza pecaminosa vai dominar novamente em nossas vidas.

– O crente na qualidade de salvo vai carregar essa semente pecaminosa até o dia do arrebatamento da igreja ou até a sua morte, por isso temos que ter uma vida pautada em Deus, mesmo consagrando e orando a semente do pecado permanece no seu interior.

– Mas se buscarmos a Deus e mantivermos comunhão com Deus, essa semente pecaminosa vai estar sobre controle (dominada, a graça de Deus é maior em nossas vidas). Precisamos Matar um leão por dia, e abater um gigante diariamente.

– Essa é a nossa guerra diária que temos contra a nossa carne e contra o diabo.

Rm.7.14: Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.

– A Palavra de Deus é espiritual, mas nós habitamos em um corpo carnal.

Mt 26.41: Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.

– Foi Jesus quem disse isso, não podemos vacilar a carne é fraca. A semente do pecado precisa estar sobre controle.

Rm 7.15: Porque o que faço, não o aprovo, pois o que quero, isso não faço; mas o que aborreço, isso faço.

– O poder do pecado é grande, e algumas vezes vence o crente.

Essa é a experiência humana do crente precisa ser continua em luta entre o bem e o mal. Precisamos vigiar e vencer e graças de Deus prevalecer em nossas vidas.

– Olha o que Paulo diz v.15 sentia essa dura batalha no seu interior.

– Paulo mostra aqui que era humano, como nós.

I- OS SALVOS ENFRENTAM ESSAS BATALHAS EM SUAS VIDAS

Rm 7.19: Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço.

– Amados, o desejo de fazer o bem realmente habita no homem regenerado.

– O novo homem regenerado existe no seu íntimo, mas é forçado a viver em mundo associado com os princípios do pecado.

– É como se o novo homem estivesse acorrentado, encarcerado, odiando toda a maldade que se manifesta nas pessoas.

– Precisamos lutar no dia a dia, para que esse desejo do pecado não habite em nossas vidas.

II Co 4.16: Por isso, não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.

– Paulo mostra aqui que ainda que na carne sejamos afetados, mas no espírito nós somos renovados de dia em dia.

Rm 8.6: Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.

– Se dermos lugar à carne, ela vai nos levar a morte espiritual.

– Mas se dermos lugar ao Espírito, alcançaremos vida e paz, através da presença do Espírito Santo que nos ajuda sempre nos orientando.

Rm. 8.8: Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.

– Paulo está dizendo aqui, que aqueles que dão lugar a carne (pecado) não podem agradar a Deus.

Rm. 8.13: Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.

– Se vivermos dando lugar aos desejos da carne, morreremos espiritualmente.

– Mas se deixarmos o Espírito Santo dominar a nossa vida, viveremos.

– Na verdade o crente não deseja pecar. Temos que sempre estar nos policiando.

Rm. 7.22: Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus.

II- O SENHOR JESUS CONCEDE VITÓRIA AOS SEUS FILHOS SOBRE A CARNE

Rm 7.24: Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?

– Paulo aqui reconhece a fraqueza da sua carne, se humilha perante Deus, e pergunta: “Quem me livrará do corpo desta morte”?  E nós como estamos agindo?

Rm. 8.2: Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.

– Paulo está dizendo que o Espírito de vida, o livrou do pecado e da morte.

Rm. 8.15: Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai!

– Quando Paulo diz aqui: “Não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor”, ele está dizendo não recebestes o espírito para estardes sob o domínio da carne e com medo do seu domínio.

– Mas recebestes o Espírito de adoção de filhos.

– É o Espírito Santo quem produz a adoção de filhos.

Rm. 6.14: Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.

O crente agora está debaixo da graça, e o pecado não tem mais domínio sobre ele.

– A graça é suficiente para nos dar o poder necessário para vencermos a carne e o pecado.

– Na lei, o pecado tinha domínio e escravizava, mas na Graça (favor imerecido, fomos salvo pela Graça e não porque merecemos) Jesus pegou os nossos pecados, a maldição, a doença, o castigo e os levou sobre Si na cruz do calvário.

– Isso é um grande privilégio, mas é também uma grande responsabilidade.

Rm. 6.1,2Que diremos, pois? Permaneceremos no pecado, para que a graça abunde? De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?

– No momento que Jesus entra na vida de uma pessoa que se entrega a ELE, aquelas influências da velha natureza têm que morrer.

– Cristo passa a estar em primeiro lugar, passa a ser a primazia na sua vida.

– O pecado então não pode ter mais domínio sobre a sua vida.

III- O CRENTE QUE ANDA NO ESPÍRITO, VENCE A CARNE. (PECADO)

Gl 5.16: Digo, porém: Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne.

Paulo está dizendo aqui se o crente andar no Espírito ele não cumprirá os desejos da carne.

– Esse é o grande desafio do crente é andar no Espírito, ser governado pelo Espírito Santo, e para andar na presença de Deus, precisamos andar e consagrar as nossas vidas a Deus.

 Gl 5.17: Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes se opõem um ao outro, para que não façais o que quereis.

– Está aqui a guerra da carne contra o Espírito. A carne quer nos dominar e o Espírito Santo quer nos guiar

Gl 5.18: Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.

– Andar em Espírito envolve aceitar a ação do Espírito Santo em sua vida.

– Andar em Espírito é estar com a cabeça no céu e os pés sobre a terra.

– Quando o crente está sob a influência do Espírito Santo, o crente refreia-se das obras da carne. Andando no Espírito o crente entrega à morte as práticas pecaminosas do corpo.

– Fazendo assim o ajuda a manter a mente nas coisas do Espírito.

Cl 3.2,3: Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.

      Porque já estais mortos, e vossa vida está escondida com Cristo em Deus.

Gl 5.24: E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.

– Agora somos de Cristo e a nossa carne está crucificada com Cristo.

– Aquele que está em Cristo vence os desejos da carne com a graça de Deus.

Conclusão: Deus nos salvou para nós vencermos a carne, o pecado.

– E essa vitória leva o salvo a uma comunhão maior com Deus.

Rm 7.25-a: Dou graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor.

– Paulo reconhecia que vencia a sua carne com a graça de Deus por Jesus Cristo.

– Em Cristo Jesus somos mais que vencedores por aquele que nos amou.

Pastor João Luiz de Amorim

22.10.2021

 

Compartilhe nosso conteúdo nas redes sociais

Compartilhe com facebook
Compartilhe com whatsapp
Compartilhe com telegram
Compartilhe com email
Compartilhe com skype
Compartilhe com print